Blau Farmacêutica atinge Lucro Líquido recorde

A Blau Farmacêutica S.A) uma das principais indústrias farmacêuticas da América Latina focada na produção de medicamentos de alta complexidade para o segmento institucional, encerrou o segundo trimestre de 2022 entregando forte evolução de resultados em relação 1T22 e seguindo mesmo patamar do 2T21, trimestre no qual a Companhia registrou recorde de faturamento.

Ainda que em meio às incertezas políticas e econômicas – em período marcado por turbulências e forte pressão inflacionária no cenário interno e internacional, a Receita Líquida da Companhia atingiu R$ 365 milhões, impulsionada pelo desempenho das Unidades de Biológicos e Outros, e o Lucro Líquido atingiu o patamar recorde de R$ 112 milhões no trimestre.

Na Unidade de Biológicos, a expansão de faturamento reflete o melhor desempenho de vendas de imunoglobulina no 2T22 – que ainda não retornou aos níveis pré-pandemia, mas já apresentou forte crescimento em relação ao 1T22 – além da performance de alfaepoetina e outros biológicos. Na Unidade de Outros, o crescimento de vendas reflete a performance de vendas ao varejo e do BOTULIM, dermocosmético que apresentou expansão de cerca de 200% em relação ao 2T21, impactadas

Em setembro, a Blau Farmacêutica irá inaugurar o seu novo escritório em São Paulo e o espaço hoje utilizado pelo time corporativo, em sua Sede Operacional, em Cotia, abrigará a segunda expansão do Blau Inventta. A ampliação permitirá acelerar o desenvolvimento de novos produtos, com aumento da capacidade em cerca de 65%, passando de 60 para 100 projetos simultâneos.

As obras de ampliação das 4 plantas da Blau seguem conforme o cronograma e irão atender às demandas de curto prazo com novos produtos que estão sendo desenvolvidos pelo Blau Inventta. “Damos destaque às obras de expansão de nossa nova planta focada em Especialidades, P210, que já está em processo de qualificação e validação.

 No 3T22, iniciaremos a produção dos lotes-piloto e daremos início ao processo de certificação da ANVISA, com início de operação previsto para o 4T22. Já o P400 – planta focada na produção de IFAs (Insumo Farmacêutico Ativo) – também está em fase de validação e qualificação e temos a expectativa de que a inspeção da ANVISA ocorra até o 1T23. Atualmente, toda a alfaepoetina vendida para o mercado externo já utiliza o IFA produzido pela Blau e temos a expectativa de comercializar esse produto internamento a partir do 4T23, após obtenção de registro da ANVISA.

Fonte Pfarma
Fonte da imagem:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo